domingo, 14 de outubro de 2007

A ULTIMA LAGARTA


Hoje, a ultima lagarta de Papilio Machaon, abandonou a Arruda, onde se alimentou durante algumas semanas. Só faltava esta, para que finalmente se juntasse às outras 39 que já se encontravam a hibernar.

Acabou-se o trabalho com as lagartas e começa de novo o trabalho de sementeira e de propagação das Arrudas e como todos os anos, vou semear cerca de 100 arrudas para as minhas futuras criações e as restantes vou tentar espalhar estratégicamente pelo campos, canteiros e terrenos baldios, para que não falte na natureza as Arrudas que cada vez são mais escassas.

Se estiverem interessados, tal como com as Asclépias, também entrego Arrudas a que pretender propagá-las ou para quem estiver interessado em ver a evolução deste insecto tão fácil de criar em casa, como era o Bicho-da-seda, que quase todos nós o fizemos na nossa infância.

6 comentários:

Borboletas em Azeitão (Estrelar) disse...

Eu gostava de ter Arrudas!!
Ah, é verdade onde é que arranjaste as Asclépias para as Monarcas?

Vem ao meu blog www.borboletasemazeitao.blogspot.com e responde porque com o tempo só posso ver no meu blog!

Obrigado!!!

Natura disse...

Arudas tenho muitas, faço propagação por semente e este ano estou a experimentar também por estaca. Se quiseres sementes eu envio-te e depois explico-te como acelerar o nascimento. Este ano tive mais de 300 lagartas no meu borboletário e como elas comem muito, limparam-me as arrudas todas, só ficaram os caules depois tive de ir levá-las para a natureza e deixá-las em arrudas que já tinha localizado. Agora, já tenho arrudas novas para a próxima Primavera. Finalmente, neste momento tenho 44 crisálidas de Papilio Machaon a hibernar e uma borboleta Monarca, fêmea, a hibernar também, só como está sózinha, não se vai reproduzir a não ser que eu arranje um macho até à Primavera. As Asclépias, neste caso a Gomphocarpus fruticosus e a Asclepia Syriaca, que tenho, foi porque fiz sementeira. Encomendo as sementes de um site americano e faço a minha própria sementeira.

Miguel disse...

Olá natura. encontrei o teu blog por acaso, numa pesquisa que fiz por causa da arruda. Tenho neste momento apenas duas arrudas no meu cantinho de plantas medicinais, e começei agora a aperceber-me da importância que podem ter para estas borboletas. Fiquei fascinado quando encontrei o teu blog, acho fantástico o trabalho que estás a fazer. Encontrei o blog hoje de manhã e tenho estado a lê-lo durante o dia. Tenho umas sementes de arruda para pôr na terra, mas não sei se de facto será a melhor altura para as semear, uma vez que com este frio não acredito que tenham muita sorte. Ainda no outro dia estava a comentar com uma amiga minha que tem umas arrudas na varanda e nas quais apareceram 4 lagartas de Papilio machaon, e fiquei a pensar no assunto de criar uma espécie de berçário no meu cantinho. Adorava perceber mais no assunto e assim conseguir conjugar o meu gosto pelas plantas medicinais com o de ajudar estes seres e no fundo, de poder ter o privilégio de ver tudo isto de perto. Muitos Parabéns. Fiquei fã ;)

Natura disse...

Olá Miguel
Fico contente por teres gostado do blog, e brevemente terá actualizações. Espero também que te entusiasmes com as borboletas, pois a Papilio Machaon é uma espécie de fácil criação e é de facto deslumbrante.
A arruda é uma planta muito resistente, dá-se melhor no frio que no calor e se tiver 3 ou 4 horas de sol diário, sobrevive perfeitamente. O frio é um aliado da arruda. Se a temperatura descer abaixo do zero, mas estiver numa zona da casa, coberta (por exemplo encostada à parede virada a sul, debaixo da beira do telhado) é o ideal. A arruda pode ser semeada a qualquer altura do ano, pois a semente só nasce quando tem as condições para o fazer. Não há problema em relação à duração do tempo que fica na terra, pois esta semente pode resistir, sem germinar, até 7 anos. Espero ter ajudado. Qualquer duvida, ou até simplesmente para trocar ideias, dispõe.

Miguel disse...

Ah, muito obrigado natura. eu tenho sementes para semear e ia experimentar por algumas na terra hoje. pensei inclusivamente coloar uma floreira dentro de casa para que elas tivessem uma boa temperatura para germinar. o que achas que preciso para começar a ajudar as borboletas? eu sei que muitas vezes as papilio machaon aparecem nas arrudas de repente mas a mim nunca me aconteceu. deixo aqui o meu e-mail para podermos troar ideias no msn ou assim, pode ser?mt obrigado natura

Miguel disse...

Ah, não deixei o meu e-mail: mikelajas@gmail.com